NFS-e Easy

Interface DLL 

O uso de DLLs e funções (APIs) do Windows é algo necessário em muitas situações, por exemplo, um fornecedor de hardware de impressoras fiscais ou leitor de código de barras fornece uma DLL que deve ser chamada pela aplicação. Esta abordagem de fornecer biblioteca (DLL) é uma das soluções oferecidas pelo NFS-e Easy®, simples e eficiente.

Muitas soluções de NF-e ou NFS-e não suportam algumas linguagens de programação por não oferecer exportação de métodos para linguagens de programação não gerenciadas como VB, C++, Lotus Notes, Visual Fox Pro (VFP), entre outros.

A solução NFS-e Easy® oferece os métodos para serem consumidos com objetos COM/COM+ ou referenciadas diretamente pelas linguagens que suportam código gerenciado. Funciona muito bem desde Visual Fox Pro, Delphi, dotNet até soluções como Oracle Forms.


Métodos Genéricos e Métodos Simples


A interface do NFS-e Easy suporta dois modos de operação: uso de Métodos Genéricos e uso de Métodos Especializados.

Os Métodos GENÉRICOS facilitam e aceleram a integração com qualquer sistema de gestão, sendo utilizados como base dos Web Services. Métodos disponíveis na Interface (DLL) têm como característica receber lote de RPS e retornos sempre serão em formato Texto.


     i. Os métodos GENÉRICOS tendem a otimizar o uso e facilitar a emissão da NFS-e, não importando se é síncrono ou não, isto é controlado pelo método, facilitando e simplificando o uso em diversos Municípios. Basta chamar o método passando os parâmetros e o Lote de RPS em formato TXT que o mesmo resolve os problemas para você, retornando uma resposta em formato Texto com o resultado final do processamento.


     ii. Os métodos Genéricos são a abstração de praticamente todos os tipos de sistemas de automação nas Prefeituras, não importando se é um modelo ABRASF V1.0, V1.07 ou V2.0, ou ainda, uma solução proprietárias, se é síncrono ou assíncrono, etc.


     iii. Procedimento: chame um método para receber o RPS em formato TXT, dependendo do Município, a resposta de aceito ou rejeitado será retornada na resposta do chamado. Alguns Municípios não suportam o processamento no momento da chamada, neste caso, você utiliza outro método para consultar o status do documentos enviado, tudo de forma simples e eficiente, sem complicação.

Os Métodos ESPECIALIZADOS podem receber lotes de RPS em formato TXT ou XML e retornam os protocolos XML, tendo como opção converter em texto. Ainda, se o Município opera com o modelo ABRASF v1.0, são usados métodos assíncronos, se operam com ABRASF v2.0, podem operar em modo síncrono ou assíncrono, devendo sempre o programados controlar os métodos utilizados.

Caso deseje fazer um teste, nos contate e forneça os dados da sua empresa para gerarmos uma licença temporária.

 

Clique sobre a imagem para baixar o guia de Interfaces de Métodos GENÉRICOS

Clique sobre a imagem para baixar o manual de formatação de dados TXT

 

O uso de DLLs e funções (APIs) do Windows é algo necessário em muitas situações, por exemplo, um fornecedor de hardware de impressoras fiscais ou leitor de código de barras fornece uma DLL que deve ser chamada pela aplicação. Esta abordagem de fornecer biblioteca (DLL) é uma das soluções oferecidas pelo NFS-e Easy®, simples e eficiente.

Muitas soluções de NF-e ou NFS-e não suportam algumas linguagens de programação por não oferecer exportação de métodos para linguagens de programação não gerenciadas como VB, C++, Lotus Notes, Visual Fox Pro (VFP), entre outros.

A solução NFS-e Easy® oferece os métodos para serem consumidos com objetos COM/COM+ ou referenciadas diretamente pelas linguagens que suportam código gerenciado. Funciona muito bem desde Visual Fox Pro, Delphi, dotNet até soluções como Oracle Forms.

Métodos Genéricos para todos Municípios

A interface do NFS-e Easy® usa método Genérico para encapsular todos métodos disponíveis no mercado.

Alguns métodos de alguns fornecedores são específicos e necessitam dados que não existem em modelos ABRASF, por exemplo, no cancelamento, solicitam dados diferentes que não existem em outros modelos Municipais. Para resolver isto, a Benefix criou métodos Genéricos que identificam o sistema Municipal e meio de comunicação, síncrono ou assíncrono, com dados específicos ou não, de modo simples e rápido.

Os Métodos GENÉRICOS facilitam e aceleram a integração com qualquer sistema de gestão, sendo utilizados como base dos Web Services. Métodos disponíveis na Interface (DLL) têm como característica receber lote de RPS e retornos sempre serão em formato Texto.

     i. Os métodos GENÉRICOS tendem a otimizar o uso e facilitar a emissão da NFS-e, não importando se é síncrono ou não, isto é controlado pelo método, facilitando e simplificando o uso em diversos Municípios. Basta chamar o método passando os parâmetros e o Lote de RPS em formato TXT que o mesmo resolve os problemas para você, retornando uma resposta em formato Texto com o resultado final do processamento.

     ii. Os métodos Genéricos são a abstração de praticamente todos os tipos de sistemas de automação nas Prefeituras, não importando se é um modelo ABRASF V1.0, V1.07 ou V2.0, ou ainda, uma solução proprietárias, se é síncrono ou assíncrono, etc.

     iii. Procedimento: chame um método para receber o RPS em formato TXT, dependendo do Município, a resposta de aceito ou rejeitado será retornada na resposta do chamado. Alguns Municípios não suportam o processamento no momento da chamada, neste caso, você utiliza outro método para consultar o status do documentos enviado, tudo de forma simples e eficiente, sem complicação.

As licenças são geradas dinamicamente pelas Interfaces, de modo que sua empresa não precisa copiar licenças para as máquinas de seus clientes. Se desejar usar os serviços sem instalar nenhuma interface, pesquise nossa solução de portal com Web Services.

Caso deseje fazer um teste, nos contate e forneça os dados da sua empresa para gerarmos uma licença temporária.

 

Clique sobre a imagem para baixar o guia de Interfaces de Métodos GENÉRICOS

Clique sobre a imagem para baixar o manual de formatação de dados TXT